Política e Sustentabilidade sob um ângulo crítico
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009
Eventos de Educação Ambiental

2009 é um ano repleto de eventos relacionados à Educação Ambiental....É ano do VI Fórum Brasileiro de EA, CLIQUE AQUI para mais informações; do VI Congresso Iberoamericano de EA, CLIQUE AQUI para saber mais, além de diversos encontros estaduais e locais.

Podemos considerar estes dois eventos como sendo os mais relevantes para a EA brasileira e latinoamericana. O VI Fórum ocorre em julho, no Rio de Janeiro, o Ibero ocorre em setembro, na Argentina, e por aí vai...

O que ocorre é que já surgem eventos oportunistas que procuram disputar público e espaço na EA. Bem sabemos que a EA é um campo em consolidação e, portanto, em disputa. Além disso, é crescente a apropriação (devida ou indevida) de outros segmentos supostamente "ambientais" dos componentes educativos propagados pela EA. Trocando em miúdos: a EA está sendo disputada por outros segmentos que não tem acúmulo nem trajetória na área, mas vêem na EA um importante "mercado"....

Um exemplo desta disputa é o chamado Congresso Nacional de EA, anunciado para a Paraíba para este ano. CLIQUE AQUI para saber mais sobre este evento.

Não conheço a entidade que está coordenando esta iniciativa, mas ela me soa, no mínimo, como algo oportunista e desconectada de um processo de articulação em rede que a EA vem construindo há anos. Se já é bem claro nas redes de EA que o Fórum Brasileiro de EA é o grande encontro dos educadores ambientais brasileiros, fica difícil compreender o real sentido de realizar um evento, supostamente "Nacional" um mês antes do VI Fórum....

Fica a indagação a respeito....Iniciativas de eventos de EA são válidas, mas elas deveriam, a meu ver, estarem mais sintonizadas com o que vem sendo construído nas redes de EA, sobretudo na Rede Brasileira de EA (REBEA). Iniciativas oportunistas e paraquedistas devem ser evitadas, pois não contribuem para fortalecer as redes de EA e suas visões mais críticas e emancipatórias. Não acho que, neste caso, o que vale é ter iniciativa.....

 



publicado por fabiodeboni às 12:06
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 28 de Abril de 2009
Soja, EA e outros

Por acaso descobri uma reportagem na Carta Capital desta semana bem interessante, abordando a questão do pagamento de royalties para a Monsanto, no caso da soja transgênica. Já se sabia, desde o início do cultivo de transgênicos no Brasil, da armadilha que os agricultores cairiam ao adotarem o pacote tecnológico "Soja transgênica + Roundup ready + royalties", entretanto, pouco se alardeou a este respeito.

O que vem à tona agora? Fácil prever que os agricultores estariam revoltados com os altos valores dos royalties a serem pagos à Monsanto.

CLIQUE AQUI para saber mais.

Taí um excelente debate a ser feito no meio ambientalista brasileiro, pois trata-se de um assunto que consegue reunir diversas variáveis - ambiental, econômica, social, política, ética, etc. De um lado agricultores que optaram por um pacote supostamente mais rentável, abrindo mão das sementes que cultivavam há algum tempo. De outro a empresa que fornece esta "solução", de olho em conquistar mercado e amarrar os agricultores no seu pacote tecnológico. Na outra ponta desta corrente está o consumidor, que tem uma idéia vaga do que é o produto transgênico, e não tem mais detalhes desta briga e destes bastidores. E de outro lado, o mercado consumidor internacional que, apesar do alarde inicial da Europa, também está pouco preocupado com esta briga.

 

                                                                    * * * * * * * * * * * * * * *

 

Inicia-se hoje, o segundo dia do Seminário que comemora e avalia os 10 anos da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA) no Brasil. CLIQUE AQUI para saber mais e para asssitir ao vivo suas atividades. Dei uma olhada ontem e vi bons debates acontecendo. Uma impressão que fica é que, de um lado a Lei 9.795/99 representou um avanço, dez anos atrás, quando foi sancionada; e de outro, é que ela é ainda pouco conhecida na área e pouco interfere nas questões cotidianas da EA. Vire e mexe surgem propostas de leis para criação de disciplinas de EA no ensino básico, coisa que a lei já estabelece como proibido. Enfim, apenas uma questão mais polêmica, dentre tantas outras que constam na lei.

 



publicado por fabiodeboni às 12:52
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Abril de 2009
Uma olhar sobre a Reserva Raposa Serra do Sol

Reportagem publicada nesta 2a feira no Estadão conta mais detalhes sobre o processo de retirada dos arrozeiros da área homologada da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.

A atitude não poderia ser outra, a de destruir tudo o que havia sido construído, para não deixar nada aos indígenas. Digo "não poderia ser outra", pelo tipo de pensamento deste produtor (Quartiero). Dificilmente ele sairia numa boa da área (que ele próprio invadiu e ocupou ilegalmente desde os anos 70), deixando as benfeitorias para os indígenas (os reais donos da área).

CLIQUE AQUI para saber mais. O mais interessante, como sempre, são os comentários postados por leitores do Estadão (no rodapé da reportagem)....Sem dúvida estes comentários representam uma linha de pensamento de uma certa "classe média" de uma certa região deste país....Enfim, visões e visões deste Brasil, tão complexo e contraditório, que ainda tende a considerar, equivocadamente, os indígenas como sendo grupos que têm super privilégios e que merecem menos do que os brancos.



publicado por fabiodeboni às 15:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Abril de 2009
Uma vitória ao etanol brasileiro no Tio Sam?

Notícia publicada nesta 6a feira mostra o pioneirismo da Califórnia no reconhecimento do etanol como fonte "limpa" de energia.

CLIQUE AQUI para saber mais.

Os desdobramentos práticos desta medida poderão ser sentidos no Brasil daqui uns anos. Provavelmente poderá ampliar a área plantada com cana, centro-oeste e amazônia adentro. Com a crise, muitas áreas previstas para serem incorporadas por usinas foram suspensas. Talvez a retomada da crise e medidas similares a esta da Califórnia contribuam para reverter esta paralisia no setor.

Bem sabemos que o setor sucroalcoleiro sempre viveu às custas de subsídios e apoios governamentais, com um histórico de operar no vermelho. Com o onda do etanol brasileiro, veremos como o setor irá se comportar. Algo me diz que estes vícios tendem a se cristalizar, mas o futuro poderá imprimir novos rumos e novas dinâmicas ao setor....É com esta expectativa que eu e tantos outros ambientalistas seguem apostando.

 

 

Quem quiser adentrar a este debate - biocombustíveis ou agrocombustíveis - seus prós e contras para o Brasil, pode CLICAR AQUI.

Percebam que a polêmica já começa no nome. O que para a maioria (grande mídia) é "bio" para outros é "agro", o que já demarca diferenças conceituais fundamentais....Panos e panos de fundo para esta imensa colcha de retalhos que é o Brasil....



publicado por fabiodeboni às 13:07
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Abril de 2009
A polêmica da BR-319 (Porto Velho - Manaus)

Entrevista publicada no G1 com o ministro dos transportes, Alfredo Nascimento, deixa clara a intenção deste ministério na execução da obra da rodovia BR-319, que liga Porto Velho a Manaus.

CLIQUE AQUI para saber mais.

 

A polêmica obra vai na linha das obras de rodovias na Amazônia, como vetores do desmatamento e da ocupação desordenada da floresta (grilagem de terras públicas, migrações, etc)....

Certamente não há consenso no governo federal sobre estas obras. Ficam nítidas as posições contraditórias entre os diferentes setores do governo. De um lado o bloco "desenvolvimentista" defendendo a obra e querendo acelerá-la, de olho em 2010. Vale aqui lembrar que o atual ministro dos transportes é do Amazonas e tem interesse em eleger-se senador em 2010. Do outro lado o bloco "eco chato" brigando contra a obra, impondo condições e impecílios (na visão do outro bloco). Briga de cachorro grande.

 

Há um estudo de uma ONG, chamada de "Conservação Estratégica" (que aliás, nunca tinha ouvido falar) que aponta que financeiramente a obra dá prejuízo. CLIQUE AQUI para saber mais.

 



publicado por fabiodeboni às 18:38
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 20 de Abril de 2009
Ponto de Partida

O reconhecimento do governo norte-americano sobre a nocividade do CO2 é um passo tímido, mas importante em direção de definições do chamado período "pós-kyoto". As negociações serão acertadas em dezembro, em Copenhague (na COP-15)...

CLIQUE AQUI para saber mais sobre a mudança na intenção dos EUA.



publicado por fabiodeboni às 16:54
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 17 de Abril de 2009
Amazônia: o Haiti é aqui

Riqueza e pobreza são faces da mesma moeda em território amazônico. Aliás, isto é válido para todo o Brasil, mas na Amazônia torna-se mais explícito.

Com a crise mundial, diversos desdobramentos socioambientais vão sendo identificados. Além da expectativa de que a crise seja uma nova oportunidade para o avanço de iniciativas "verdes", a cada dia vamos desvelando novas facetas da crise.

Uma delas é o aumento da mineração em áreas mais remotas na Amazônia. Reportagem do Globo mostra um pouco desde submundo, pouco conhecido para a grande maioria dos brasileiros.

CLIQUE AQUI para saber mais.

 



publicado por fabiodeboni às 18:05
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Abril de 2009
Notícias desta 5a feira

Duas notícias chamam atenção nesta 5a feira.

A primeira é sobre a polêmica entre a lei estadual de Santa Catarina. O ministro Minc fez declarações infelizes sobre o tema, mencionando que acionaria a Força Nacional para intervir no Estado. CLIQUE AQUI para saber mais.

 

A segunda é sobre as novas dinâmicas do desmatamento na Amazônia. CLIQUE AQUI para saber mais.



publicado por fabiodeboni às 14:11
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 15 de Abril de 2009
Licenciamento em 30 dias: agilidade ou fragilidade?

Foi aprovada ontem na Câmara dos Deputados  a MP 452 que previa apenas questões relativas ao Fundo Soberano, mas que acabou flexibilizando exigências e prazos para o licenciamento ambiental de rodovias (inclusive na Amazônia). CLIQUE AQUI para saber mais.

Na mesma esteira, vem sendo acertada uma proposta no CONAMA de agilizar a liberação de licenças para o novo Programa do Governo Federal "Minha Casa, Minha Vida". CLIQUE AQUI para saber mais.

 

Se esta era uma das metas do Ministro Carlos Minc, ele pode dizer que vem conseguindo alcançá-la. Afinal, quando assumiu o MMA, enchia o peito para dizer que havia facilitado o processo de licenciamento quando era Secretário do Meio Ambiente do Rio de Janeiro....Mesmo assim, o ministro não ficou nada satisfeito com a aprovação da MP ontem na Câmara....Enfim, ossos do ofício....



publicado por fabiodeboni às 13:02
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 14 de Abril de 2009
A polêmica continua: a lei de Santa Catarina

Infelizmente como já era esperado, o Governador de Santa Catarina sancionou a Lei Estadual que atravessa a legislação federal ambiental. CLIQUE AQUI para saber mais.

Em rota de colisão encontra-se o ministro Carlos Minc, que vai pra cima desta lei. A intenção é invalidar a lei. CLIQUE AQUI para saber mais sobre essa briga.

 

O que esta situação ilustra é o tradicional embate entre os chamados "pró-desenvolvimentistas", neste caso, capitaneados pelo setor ruralista, e os ambientalistas. Alguns tendem a ver estes últimos como contrários ao desenvolvimento, eco-chatos e chiitas. Outros, como eu, analisam de outra forma. Sou favorável à agricultura (afinal, fiz 5 anos de agronomia e me formei como tal), entretanto, não posso ser favorável à legalização do cultivo em áreas de mata ciliar, na beira de rios e lagos, etc. O Brasil já dispõe de muita área aberta para agricultura. Não se justifica (a não ser por interesses econômicos)....

 



publicado por fabiodeboni às 16:05
link do post | comentar | favorito
|

quem sou eu?
pesquisar
 
Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30


Estatísticas de Acesso
arquivos

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

textos recentes

Repensando a filantropia

Lula e a destruição da me...

Análise política

Sensacionalista

Visão política

Entrevista - Boaventura

Fim do golpe?

A crise e a mídia

Marina

O silêncio de Marina

links
blogs SAPO
subscrever feeds